Newsletter

No template file found: {$plugin.feadmin.dmailsubscription.file.templateFile}

Pesquisa

Medicina do Trabalho

A ORIGEM DO PRESÉPIO

2015-12-23 10:47

Ao lado do pinheirinho e dos presentes, o presépio é talvez uma das mais antigas formas de caracterização do Natal. 

A palavra presépio significa um local onde se recolhe o gado ou o estábulo. O presépio é uma referência cristã que remete para o nascimento de Jesus numa gruta de Belém, na companhia de São José e de Maria. 

Conta a Bíblia que, depois de muito tempo à procura de um lugar para albergar o casal, que se encontrava em viagem, por motivo derecenseamento de toda a Galileia, São José e a Virgem Maria tiveram que pernoitar numa gruta ou cabana nas imediações de Belém. 

Aqui, Jesus nasceu numa manjedoura destinada a animais (no presépio, uma vaca e um burro) e foi reconhecido, no momento do nascimento, por pastores da região, avisados por um anjo, e, uns dois anos mais tarde, não na manjedoura, mas na casa de Jesus, por reis magos vindos do Oriente, guiados por uma estrela, que teriam oferecido ouro, incenso e mirra à criança.

Segundo a história, estes acontecimentos ocorreram no tempo do Rei Herodes, que teria mandado matar todas as crianças por medo de perder o seu trono para o futuro rei dos judeus. A representação do presépio foi criada por São Francisco de Assis em 1223 que, em companhia de Frei Leão e com a ajuda do senhor Giovanni Vellina, montou numa gruta da floresta na região de Greccio, Itália, a encenação do nascimento de Jesus.

Estavam proibidas, pela Igreja, há 16 anos, a realização de dramas litúrgicos nas Igrejas, mas São Francisco pediu a dispensa da proibição, desejoso que estava de lembrar ao povo daquela região a natividade e o amor a Jesus Cristo. O povo foi convidado para a missa e ao chegarem à gruta encontraram a cena do nascimento vivenciada por pastores e animais. São Francisco morreu dois após, mas os Frades Franciscanos continuaram a representação do presépio utilizando imagens.  

A primeira vez, que se teve algum indício da comemoração do Natal, foi em 25 de dezembro do ano de 354 D.C., no qual ocorreu em Roma uma festa em celebração ao nascimento do menino Jesus. A música “Jingle Bells” foi a primeira canção cantada no espaço, no dia 16 dezembro de 1965.

Só recentemente é que os reis Magos são lembrados como um símbolo da união dos povos: Gaspar, o negro; Belchior, o branco; e Baltazar, o asiático. Esta interpretação contempla o nascimento de Jesus com a união de: o mundo animal, os homens e o mundo mineral (pedras e presentes). É, por isso, que:

Fazer presépios é unir mundos!...